Paróquia Santo Anatácio
  Horários de Missas
  TERÇA 07h00 - MANHÃ
QUINTA 19h30 - NOITE
SEXTA 07h00 - MANHÃ
SÁBADO 18h30
DOMINGO 08h00 - 10h00 - 19h00
   

CRIANÇA: PALAVRA AOS PAIS

14 - Outubro
NO DIA DAS CRIANÇAS
Uma palavra aos pais

Bela coincidência homenagear, no mesmo dia, a Mãe de Jesus, venerada entre nós como Nossa Senhora Aparecida e comemorar o “Dia das Crianças”. É sempre bom lembrar que o Filho de Deus e nosso Salvador foi criança, e como criança precisou demais de sua amada e querida mãe Maria. Com Ela, Jesus aprendeu a falar, sob o olhar atento e carinhoso de Maria, Jesus deu os primeiros passos. A Bíblia diz que Jesus era obediente e submisso a seus pais, e assim Ele crescia em graça e sabedoria. (Lc 2, 51s)
Penso que o melhor a fazer no “Dia das Crianças” é dizer uma palavra aos pais.
Queridos pais, nunca, como hoje, as crianças foram tão cedo para Instituições educacionais (creches, pré-escola, projetos sociais-educativos), e isto pode levar a pensar em transferir a tarefa de educar a criança para outros. O que é um erro!
Educar a criança é e sempre será tarefa e dever dos pais. Isto se comprova pelo fato de que a Família é a escola universal que Deus criou para a humanidade. A sociedade vem depois da Família e suas Instituições foram inventadas com o objetivo de adaptar as futuras gerações ao sistema de vida vigente. Ou seja, o patrimônio cultural da sociedade (ler e escrever, costumes e ética, socialização e trabalho...) é transmitido em vista de sustentar a vida social. Uma instituição social pode até fazer as vezes da família, mas nunca substituí-la.
Quando os pais não educam seus filhos, estes são deixados à própria sorte: se encontrarem pessoas boas e dignas que os oriente, quem sabe, seguirão o caminho do bem, caso contrário, ficarão à mercê da maldade. Queridos pais, não se esqueçam! A família é extensão da natureza humana, ao passo que as instituições sociais são extensões da sociedade. Ora, primeiro somos pessoa e membro de uma família, depois cidadãos, membros de uma sociedade. Inverter esta ordem significa ir contra os legítimos interesses da pessoa e também da sociedade.
No “Dia da Criança” é preciso dizer:
O que a criança precisa é o carinho e atenção, o cuidado e apreço, de seus pais, irmãos, avós, tios, primos... Numa palavra: do Amor de sua Família! Só assim a natureza humana, que Deus lhe concedeu ao criá-la à sua imagem e semelhança, vai crescer rumo à plenitude de quem é filho e filha de Deus – nisto está toda a dignidade do ser humano.
Sim, é verdade, toda criança gosta de presente e festa. Mas nenhum presente tem sentido para ela se não vier embrulhado no amor de seus pais, e nenhuma festa será de fato festa se não for expressão do carinho amoroso de quem a faz.
Encerro deixando uma Palavra de Jesus a você, pai e mãe que tem fé, e peço ao Espírito Santo que imprima essa Palavra em vosso coração. Disse Jesus: “Quem se torna como uma criança, esse é grande no Reino do Céu. E quem recebe em meu Nome uma criança como esta, é a mim que recebe”. (Mt 18, 4-5)
Com certeza, você que crê, deseja estar com Jesus, então faça de todos os dias, o “dia da criança” que Deus te confiou, e Ele abrirá as portas do Céu em bênçãos para você. Fique com Deus!

Pe Lindolpho Antonio da Silva
Paróquia Santo Anastácio

‹ voltar a página anterior
© 2010 Paróquia Santo Anastácio. Todos os direitos reservados.
CNBB Diocese de Presidente Prudente Vaticano Rádio Onda Viva Canção Nova