Paróquia Santo Anatácio
  Horários de Missas
  TERÇA 07h00 - MANHÃ
QUINTA 19h30 - NOITE
SEXTA 07h00 - MANHÃ
SÁBADO 18h30
DOMINGO 08h00 - 10h00 - 19h00
   

História - Criação da Diocese de Presidente Prudente

Em 16 de janeiro de 1960, através da Bula "Cum Venerabilis" do Papa João XXIII, foi criada a Diocese de Presi­dente Prudente, desmembrando da de Assis, quando então nossa Paróquia passou a pertencer a essa nova Diocese. Tendo o seu 10 Bispo, Dom José da Aquino Pereira, tomado posse em 26 de março. Recebeu o título de Cidadão Anastaciano em julho de 1963.

 

Dom José da Aquino Pereira

 

Depois de vários anos de um trabalho dos mais profícuos, o padre Eugênio encerra sua bela caminhada em nossa paróquia. Durante todo esse tempo, exerceu, em nosso meio, apostolado dos mais extensivos, tendo sabido como captar o respeito e admiração de seus paroquianos. Músico e poeta, compôs para Santo Anastácio o hino oficial do município, com música marcante e letra, que bem diz do progresso de nossa cidade. Jornalista autêntico, muito fez pelo aprimoramento da boa imprensa, da imprensa sem bajulações. De abastada cultura, combateu sempre pensamentos adversos aos princípios da moral cristã. Vítima de acidente automobilístico, faleceu aos 25 de janeiro de 1968.

 

Para substituir o notável padre Eugênio está de volta o já conhecido Padre Antônio Velasco Aragon

 

Padre Antônio Velasco Aragon

 

Aos 6 de janeiro de 1962,em Missa vespertina concelebrada por Dom José da Aquino Pereira e o Padre Antônio Velasco Aragon, foi inaugurada a Capela do Colégio São José. A Capela cheia de beleza, desperta, por seu conjunto, o sentimento de devoção e meditação, de respeito e de oração. No mesmo ano, no dia 19 de março, inaugurou-se a Capela do Abrigo dos Idosos.
No dia 30 de agosto de 1964, o Padre Antônio Velasco Aragon, seguindo orientação do Concílio Vaticano II, celebrou pela primeira vez, em nossa Matriz,  uma missa em português. A alegria e vibração dos fiéis foi algo extraordinário.  Já, a partir do mês de janeiro de 1965, a Rádio Brasil local passou a transmitir aos domingos, diretamente da Matriz, a celebração da Santa Missa.

 

Muito devoto que era do Santíssimo Sacramento, o piedoso sacerdote iniciou, em nossa cidade, o costume de enfeitar as ruas para a passagem de Jesus Eucarístico. Assim sendo, em junho de 1966, exortava todos os fiéis que enfeitassem suas ruas e residências da melhor maneira possível, pois por ali passaria o Rei dos reis.
O Coral Papa João XXIII, formado por paroquianos, lança em setembro de 1964, belíssimo Long-Play com várias músicas religiosas, recebendo o disco o título de “MAIS PERTO, Ó DEUS DE TI”.


No dia 24 de setembro de 1967, o reverendo Padre Antônio Aragon completou 40 de sacerdócio. Recebeu de uma família amiga um presente muito significativo: um Cálice com a capa de prata e com gravuras de imagens no pé, jóia de valor. Dizendo amar profundamente esta paróquia, para surpresa de todos, fez a doação do Cálice, pedindo a N.S.Jesus Cristo e a Maria Santíssima que nunca o abandone. É neste precioso Cálice que, nas Missas celebradas pelo Padre Lindolpho o vinho se transforma no Sangue de Cristo.

 

Em fevereiro de 1969, alguns leigos participaram pela primeira vez de um Cursilho de Cristandade, em Marília (SP). Tal movimento, originário da Espanha, tem por objetivo reacender o fervor dos católicos e suscitar novos apóstolos e muita ação cristã. Este maravilhoso movimento, através de seus membros, durante muitos anos, desempenhou importante papel na paróquia. Surgiram muitos líderes leigos que contribuíram, de maneira toda especial, para o bem da comunidade.


A partir do mês de agosto de 1969, em toda a Diocese de Presidente Prudente, entrou em vigor o Novo Ritual do Sacramento do Batismo, que deverá ser celebrado, solenemente, aos domingos, em um horário único, sendo que os pais e padrinhos deverão participar de um curso de preparação próprio para tal. Foi, então, criada a Pastoral Batismal.
Em sessão solene, especialmente convocada para o ato, a Câmara Municipal fez a entrega do pergaminho que conferia o título de cidadania anastaciana ao zeloso padre Antônio Aragon. Tal fato aconteceu no dia 10 de abril de 1969.


No mesmo dia em que Dom José Gonçalves da Costa – segundo Bispo da Diocese de Pres.  Prudente -  fez a sagração do altar-mor da Matriz, aos 8 de março de 1971,  também sua Reverendíssima investiu os dois primeiros ministros extraordinários da Eucaristia: Norivaldo Antonio Bariani e José Nascimento da Silva.


Já sentindo-se muito cansado, o Padre Velasco manifesta seu desejo de trabalhar como Capelão no Lar São Rafael de Presidente Prudente. O pedido do bom sacerdote foi aceito.  Assim sendo, no dia 22 de abril, de 1973, domingo de páscoa, na Missa das 19:00 horas, o zeloso e querido presbítero se despede da comunidade. Após palavras comoventes de despedida, deixa a Igreja sob aplausos de todos os fiéis e é conduzido por alguns leigos até a cidade de Presidente Prudente, onde fixou residência.

 

O querido sacerdote, cidadão anastaciano, faleceu em Guarulhos (SP), no dia 25 de setembro de 1987, um dia após celebrar 60 anos de sacerdócio na fidelidade à Igreja e no serviço aos irmãos por onde passara durante sua vida sacerdotal. Seu corpo está enterrado no cemitério de Santo Anastácio como fora seu desejo.

 

Última Missa celebrada virtuoso sacerdote, numa cama de Hospital.

 

Em seguida ocorre a posse do Padre José Sometti, recentemente chegado da Itália, acompanhado do Padre Franco Albanesi e do Diácono Giani Sabatini. O Padre Franco Albanesi por determinação do Bispo diocesano foi nomeado Vigário Cooperador da paróquia.

 

Padre José Sometti Padre Franco Albanesi

 

No dia 8 de julho, devido às necessidades da cidade de Rosana, o Bispo Dom José Gonçalves da Costa transfere, para aquela comunidade, o Padre José Someti, efetivando na paróquia o Padre Franco Albanesi, que em poucas palavras falou sobre o motivo de sua presença no Brasil. Deseja formar entre nós uma comunidade, onde o amor seja o ponto alto de nossa caminhada.

 

O Padre Franco apresentou um Plano Pastoral e formou um Conselho Paroquial. Foram criados 5 centros de catequese na cidade: Vila Ortega; Vila Ramires, Vila Oriente, Jardim Ipiranga  e Centro. O padre Franco começou motivar toda a comunidade: foram realizados os primeiros cursos de noivos, cursos bíblicos, cursos de batismo, Novenas de Natal em família, encontros de catequistas , de jovens, cursilhos,  Encontro de Casais com Cristo  (ECC),  Comunidades Eclesiais de Base,  implantou a Pastoral do Dízimo, instituiu a Semana do Enfermo.

 

No final da visita feita por Dom Agostinho Marochi, em outubro de 1977, ele deixou a seguinte recomendação: “Peço à comunidade anastaciana que continue com este entusiasmo e zelo pastoral. Na medida do possível, na cidade onde existem núcleos de catequese, sejam adquiridos e sedes próprias”.

 

Acatando a orientação de Dom Agostinho decidiu o Conselho Pastoral, inicialmente, pela construção do Centro Comunitário da Vila Ipiranga, situado à Rua Rio de Janeiro, 226, tendo sido inaugurado em julho de 1979. Também foi edificado, em 1980, o Centro Comunitários da Vila Ortega, situado à Rua Voluntários da Pátria, 31, sendo o Dr. Jorge Antônio Staut Pires o engenheiro responsável.

 

Acontecimento de destaque na história da paróquia foi a criação, em 12 de outubro de 1982, da Pastoral da Saúde. Na oportunidade, Dom Agostinho Marochi, em missa solene, investiu as primeiras Ministras da Eucaristia para trabalhar neste apostolado, que tem por objetivo dar toda assistência espiritual aos enfermos.

 

Após inaugurar mais um centro comunitário - Centro da Comunidade da Vila Oriente – em 1983,  o incansável Padre Franco, viaja para a Itália. Para substituí-lo, esteve entre nós de agosto a dezembro de 1983, o padre anastaciano, Jorge Alberto Apró.

 

Padre Jorge Alberto Apró

 

No dia 21 de janeiro de 1985, mais uma vez a comunidade católica reuniu-se, na Igreja Matriz, para despedida do seu sacerdote Padre Franco que tinha sido transferido para Porto Velho (RO). Antes de sua partida foram iniciados os trabalhos de construção da Casa da Comunidade São José.

 

Com a saída do Padre Franco Albanesi, pela primeira vez, um sacerdote brasileiro, Padre José Antônio de Lima, tornou-se pároco de Santo Anastácio. A sua posse aconteceu no dia 2 de março de 1985, em missa celebrada com a presença de muitos fiéis, que oravam ao Senhor para que o novo pároco desempenhasse com muito amor sua missão. Padre José Antônio, anastaciano, nasceu em 5 de agosto de 1954, no Bairro do Vai e Vem, filho de Antônio Luiz de Lima e Maria Carlos de Lima. Após sua ordenação em 15 de outubro de 1980, durante três meses trabalhou em nossa paróquia como vigário auxiliar.

 

Padre José Antonio de Lima

 

No dia 21 de abril de 1985, em belíssima cerimônia, contando com a presença dos padres José Antônio e Franco Albanesi, vindo especialmente de Porto Velho Ro para tal acontecimento, foi inaugurada a Casa da Comunidade “São José”, que servirá aos moradores do Nosso Teto, Jardim América e Vila Postigo.

 

Uma das primeiras decisões do novo pároco foi a de celebrar a missa nas diversas casas da comunidade, todos os meses. Era o pastor chegando mais perto dos fiéis, incentivando-os e procurando dar uma assistência mais personalizada.  Decidiu, também, no mês de novembro, celebrar a santa missa, no cemitério, toda segunda-feira.

 

A antiga casa paroquial, construía no ano de 1930, estava em precárias condições, não sendo possível nela habitar, nem mesmo receber alguma visita. O Conselho Pastoral tomou, então, a decisão de uma nova morada. Após dois anos de construção, o resultado foi uma bela residência, muito acolhedora.


Com a finalidade de atender de alunos de catequese, que nos últimos anos tinha aumentado de maneira significativa, foi iniciada em janeiro de 1988 a construção de um Centro de Catequese, localizado onde estava a antiga casa paroquial, medindo aproximadamente 240 metros quadrados. A inauguração de tão importante local de evangelização ocorreu no dia 12 de junho de 1991, com a presença do Bispo diocesano Dom Agostinho Marochi e do Padre José Antônio. Também, neste dia, foi inaugurada a Secretaria Paroquial.

 

Início da Construção Centro de Catequese- 1988      Inauguração do Centro de Catequese - 1991

 

Um grande desejo do Padre José Antônio sempre foi o de dar especial destaque ao Cristo Sacramentado. Então, com muito bom gosto, construiu, ao lado do Altar-Mor, a Capela do Santíssimo, onde está fixado o Sacrário. Tal capela foi entregue aos fiéis no dia 19 de março de 1989.

 

Capela do Santíssimo

 

O Padre José Antônio tinha grande ideal, ou seja, fazer uso dos meios de comunicação para evangelizar, buscando, através desses meios, a proximidade com aqueles que, por um motivo ou outro, não podem ser diretamente alcançados. Colocou em prática seu sonho, comprando para a paróquia a Rádio local. No dia 31 de março de 1990, o Diário Oficial da União publicava a transferência da Rádio Cultura, do proprietário Jerônimo Peres à Mitra Diocesana de Presidente Prudente. Na mesma data, o Ministério das Comunicações autorizava a mudança de freqüência, de 1590 para 1300 khs e uma nova potência, 100 para 500 Watts. Mais uma primazia da cidade: possuía a primeira emissora católica da Alta Sorocabana. Após a compra, a Rádio funcionou, provisoriamente, na Casa da Comunidade da Vila Jardim Ipiranga, e, somente no dia 28 de junho foi iniciado a construção de um amplo e moderno prédio concluído no final do mesmo ano. Hoje a emissora católica é de chamada de ONDA VIVA, muito mais potente, agora com 1.000 KV, atinge todas as cidades da diocese, transmitindo missas de várias paróquias e evangelizando à distância.

 

Em novembro de 1992, foi efetuada a compra da capela da Vila Ramires que, embora servisse aos católicos daquela região há muitos anos, era de propriedade particular. 
No dia 10 de abril de 1994, foi inaugurada a Casa da Comunidade, no Jardim Vitória Régia, local que servirá para as concentrações religiosas, catequeses e reuniões diversas, facilitando de várias formas as pessoas que lá residem, pois não será mais preciso se locomoverem para outros locais, envolvendo longas caminhadas para participar de eventos que podem acontecer próximo às suas casas.


Iniciando as comemorações dos 70 anos da criação da paróquia, no dia 25 de março de 1995, às 19:00 horas, defronte a estação da FEPASA, ANTIGA Estrada de Ferro Sorocabana, em altar montado sobre um tablado elevado, tendo atrás de si uma cruz de madeira, à direita as bandeiras dos diversos setores da comunidade anastaciana,  foi celebrada, solenemente, Missa comemorativa da primeira missa aqui celebrada aos 25 de março de 1920. No ofertório, o Dr. Emanoel Fairbanks fez entrega da Ata Original lavrada por seu pai, Dr.João Carlos Fairbanks, sobre tão importante evento.

 

 

No salão “Sidney Augusto”, foi feita uma exposição histórica mostrando documentos, fotos, móveis, objetos sacros, imagens, vestimentas referentes à vida da paróquia desde sua criação.

 

 

No dia 28 de abril, iniciando o tríduo em ação de graças pelo transcurso dos 70 anos de criação da paróquia, Dom José de Aquino Pereira, cidadão anastaciano, primeiro bispo da Diocese de Pres. Prudente, na época Bispo de São José do Rio Preto, prestigiou as festividades, concelebrando missa na Matriz. No dia 29 de abril, a santa Missa das 19:00 horas foi concelebrada pelos padres anastacianos José Antônio de Lima e Jorge Apró. Foi a primeira missa transmitida, ao vivo, pela TV Cabo de Santo Anastácio. Encerrando o tríduo, no dia 30, Dom Agostinho Marochi esteve presente nas comemorações. Na homilia, proferida na Missa, destacou a importância da paróquia dentro da Diocese. Dom Agostinho recebeu das mãos do pároco local, em três volumes de impressos, com total de 700 páginas, dados históricos da paróquia deste 1.920. Na oportunidade Dom Agostinho entregou uma mensagem do Papa João Paulo II, vinda do Vaticano, contendo uma Benção Especial Apostólica para a paróquia. Durante o ano de 1995, várias atividades foram realizadas comemorando o septenário de sua criação.

 

Iniciando 1996, logo no dia 3 de janeiro, D Antônio Agostinho Marochi, nomeou o Diácono ordenado no dia 08 último, Gerisvaldo Silva Viana, para exercer seu ministério em nossa comunidade. Gerisvaldo nasceu Santo Anastácio, no dia 04 de agosto de 1969. Aos 23 de agosto de 1996 foi ordenado Presbítero, em Presidente Prudente por Dom Agostinho Marochi. Celebrou sua primeira missa no dia 25/08 na Capela de São José em Costa Machado; a segunda em Mirante do Paranapanema no dia 26/08, às 8:30 horas ,e, em Santo Anastácio às 18:30 horas. Pela Portaria 293 de 29.08.1996, foi nomeado Vigário da Paróquia da Santo Anastácio. A partir de então, a parte administrativa coube ao Padre José Antônio, sendo que o novo Vigário, Padre Gerivaldo Viana ficou responsável pelas diversas pastorais.

 

Padre Gerisvaldo Silva Viana

A partir de 1966, todas as quartas-feiras, às 15:00 horas, na Igreja Matriz será realizada a Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. São momentos preciosos de oração e bênçãos, de grande valor comunitário.


Com o objetivo de proporcionar aos paroquianos maior conhecimento bíblico, doutrinário e um aprofundamento no plano de salvação e na história da nossa igreja, foi realizado no Salão Paroquial, de 10 a 16 de novembro/97,  um importante Curso de Evangelização 2000, com a presença de mais de 80 participantes. Mais três cursos de Evangelização 2000 foram realizados em 1998.


Na comemoração do 25º. Aniversário episcopal de Dom Agostinho Marochi foi inaugurado, no dia 06 de dezembro de 1998, o novo prédio da Rádio Cultura Regional e do transmissor de 5.000 watts de potência.


Muito zeloso com a Matriz, o Padre José Antônio inicia uma campanha entre os fiéis para a troca dos ladrilhos, lembrando que o antigo ladrilho foi assentado no ano de 1946.


No dia 18 de julho de 1999, o vigário Gerisvaldo Silva Viana é transferido para Presidente Prudente para atuar na para atuar na paróquia São Judas Tadeu. Foi um pastor vigilante a serviço de todos. Com sua doação esteve à frente de todas as pastorais. Com sua disponibilidade a todos tratou com amor cristão, levando sempre suas palavras de conforto aos carentes de um consolo.


No dia 24 de dezembro de 1999, ocorreu a abertura do Ano Santo da Graça do Senhor. Foi uma emocionante cerimônia com a participação de todos os movimentos, pastorais e comunidades. (A Igreja católica chama seus anos jubilares (50 em 50; 100 em 100; 500 em 500; 1000 em 1000) Anos Santos ou Anos de Graça do Senhor.)

 

 

Padre Marcos Soares da Silva, ordenado sacerdote no dia 16 de janeiro de 2.000 é nomeado vigário paroquial no dia 27 de janeiro do mesmo ano.

 

Padre Marcos Soares da Silva

 

No dia 29 de abril, na comemoração dos 75 anos da criação da paróquia, foi celebrada a Eucaristia numa capelinha de madeira construída, para tal fim, na praça central Ataliba Leonel. A capela foi uma réplica da primeira construída em 1921, no mesmo local. No dia seguinte foi implantada um cruz vazada, ao lado da Matriz, marco comemorativo do jubileu do ano 2.000, bem como os 75 da paróquia.

 

 

No dia seguinte foi implantada um cruz vazada, ao lado da Matriz, marco comemorativo do jubileu do ano 2.000, bem como dos 75 anos da paróquia.

 

 

O Padre anastaciano José Na tonio de Lima recebeu oficialmente, no dia 08 de dezembro de 2001, na Catedral de Presidente Prudente o honroso título de Monsenhor. Monsenhor é um título que o Vaticano, através de sua Santidade o Papa, concede àqueles presbíteros que se destacam pelo seu trabalho apostólico. A comunidade anastaciana na celebração da Missa, do dia 9 de dezembro, vibrou com a boa nova e agradecendo a Deus por ter em seu meio tão diligente sacerdote. Na mesma oportunidade, Monsenhor agradeceu a comunidade dizendo que repartia com ela tão precioso título.

 

Monsenhor José Antônio de Lima

 

No dia 22 de abril de 2002, Dom José Maria Saracho, novo bispo diocesano de Pres. Prudente, anuncia a saída do Padre Marcos, transferido para Indiana (SP). Durante o pouco tempo, que esteve na paróquia, mostrou-se um presbítero convicto e fervoroso da Nova Evangelização. Mostrou-se ser homem de fé, de oração comprometido com o Evangelho e com a Igreja.

 

Em 15 de agosto de 2002 – Dom José Maria Libório Camino Saracho nomeia o Pe. Gildemar Apolinário, vigário paroquial de Santo Anastácio. Nascido na cidade de Currais Novos – Rio Grande do Norte – aos 16 de dezembro de 1963, foi ordenado presbítero em janeiro de 2001, fazendo parte dos religiosos somascos.


No dia 02 de julho de 2004, o Monsenhor José Antônio se despede dos paroquianos. Por determinação do bispo Diocesano, Dom José Maria Libório, foi designado para exercer suas atividades sacerdotais na Paróquia Nossa Senhora Mãe da Igreja, localizada no Seminário Menor de P.Prudente. Destacou-se como padre comunicador, usando da melhor possível dos meios de comunicação para evangelizar. Edificou centros comunitários em diversos bairros, além da construção da casa paroquial, secretaria, e várias reformas no salão paroquial e na Igreja Matriz, um dos templos mais bonitos de nossa região. Portanto, além da assistência espiritual, foram inúmeros os serviços prestados à cidade por este diligente sacerdote. Seu substituto é o Padre Lindolpho Antônio da Silva.

 

Padre Lindolpho Antônio da Silva.


O padre Lindolpho Antônio da Silva, filho de Antônio Carlos da Silva e Esmeralda Massarioli da Silva, nasceu aos 24 de agosto de 1960, na cidade de Batatais, e veio para Pres. Prudente em 1965. Ordenado padre, no dia 27 de setembro de 1985, é nomeado pároco da São Judas Tadeu onde permaneceu até agosto de 1999. Após essa experiência pastoral, resolveu investir em seus conhecimentos e foi para Roma, residindo no Colégio Pio Brasileiro. Na Cidade Eterna realizou mestrado em Filosofia, na Pontifícia Universidade Gregoriana, concluído em julho de 2001. Com a permissão de Dom Agostinho, ainda em 2001, dá inicio no seu doutorado em Filosofia na mesma universidade. No dia 12 de junho do presente ano defende sua tese de doutorado no campo da filosofia da educação, adquirindo com sucesso o titulo de doutor em Filosofia. Assim que retornou ao Brasil, em 06 de julho, assumiu a paróquia de Santo Anastácio.

 

O novo pároco chega com uma opção bastante definida, ou seja, concentrar a sua atenção e esforço numa crescente espiritualidade eucarística, assumir aquelas prioridades que Nosso Senhor assumiu, entre as quais uma atenção especial para com os que sofrem, e neste sentido,  os enfermos ocupam um lugar especial no coração de Jesus.

 

Interessou-se, de imediato, pelo movimento da Renovação Carismática, ainda dando seus primeiros passos na comunidade. Entusiasmou-se com suas diretrizes, oficializando e fazendo a integração deste movimento aos trabalhos pastorais, reconhecendo sua riqueza espiritual e apostólica.

 

Aos poucos a Renovação Carismática Católica, através dos cursos de Seminário de Vida, foi envolvendo um grande número de pessoas, interessadas em se formar cristãmente, crescer e comprometer-se com a evangelização.

 

 

Nos dias 05 a 12 de dezembro de 2004, foi realizado o 1º. Cerco de Jericó. O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Centenas de fiéis participaram, curiosos, desta experiência, e, muitos ficaram maravilhados com as graças alcançadas.  A realização desta forma de adoração a Jesus Sacramentado faz parte do calendário da paróquia, já tendo sido realizados 10 Cercos de Jericó.

 

 

Sendo o ano de 2005 dedicado à Eucaristia, toda sexta-feira, às 7:00 horas, devidamente preparada pelo  Pe. Lindolpho, era feita a Hora Santa em louvor a Jesus Eucarístico, culminando com a benção do Santíssimo. Tal prática piedosa foi repetida por 2 anos, quando, então, foi substituída pela celebração Eucarística.

 

Também, a partir de 2005, toda quinta-feira, durante todo ano, ministrado pelo pároco, iniciou-se a catequese para adultos, sempre abordando a Sagrada Escritura.  Uma outra novidade, implantada na paróquia, foi a celebração, mensal, da Missa de Cura e Libertação. A Igreja, nesta ocasião, fica repleta de fiéis; vive-se momentos de emoção, de esperança e de fé. É assim essa celebração, uma mistura de sentimentos que faz até o mais descrente acreditar na força da oração.

 

Foram realizados, com expressiva presença, no centro de Formação de Presidente Venceslau SP, 1 acampamento juvenil, 2 seniores e 2 mirins. O objetivo maior desses encontros é fazer com que os participantes chamados campistas, vivenciam dinâmicas, recreações, ensinamentos, desafios na mata, missas e partilhas.

 

Reconhecendo o valor da família, considerando-a como igreja doméstica, insubstituível na educação integral de seus filhos, o Padre Lindolpho reativou o Encontro de Casais com Cristo, realizando o 12º, 13º e 14º ECC. Houve a participação de 120 casais. Quanto à Catequese Batismal, a preparação dos pais e padrinhos passou a ser ministradas nas próprias residências, encerrando na Matriz, com a celebração Eucarística.

 

No dia 26 de outro de 2006, com o objetivo de estar a serviço do altar, foi criado o Grupo dos Coroinhas, envolvendo entre meninos e meninas, mais de 150 crianças. O grupo tem reuniões com momentos de formação, espiritualidade e desconcentração. O padroeiro dos coroinhas é São Tarcisio.

 

Em fins de 2008 foi criada a Pastoral da Sobriedade que trabalha pela recuperação de dependentes químicos. Desde então realiza encontros semanais às quartas-feiras, às 20:00 horas, no Salão São José.

 

Foi adquirido, no fim da Vila Ortega, um ótimo terreno onde brevemente deverá ser construído mais um Centro Comunitário para atendimento dos Bairros; Nossa Senhora Aparecida - Vila Esperança e Jardim Maringá.

 

Uma grande doação foi feita pelo casal Claudemir Corral e Marilene. Trata-se de um alqueire de área, no Município de Ribeirão dos Índios, onde está sendo construído um Centro de Formação, chamado de São João Batista, para atender às necessidades da paróquia.

 

 

Como vimos foram muitos sacerdotes que, com muito amor, dedicação e disponibilidade fizeram a história da paróquia. Uma coisa é certa: nenhum desses párocos trabalhou sozinho, sempre contaram com a presença de iluminados leigos que, muitas vezes anonimamente, sempre se colocaram à disposição para a divulgação do reino de Deus. Hoje, temos vários grupos trabalhando, nas diversas pastorais, envolvendo um número muito grande de militantes. Desde sua criação, até os tempos de hoje, vários se uniram para trabalhar em favor da Igreja de Cristo. Queremos, neste final, homenagear todos eles, sacerdotes e leigos que construíram e deram vida à histórica Paróquia de Santo Anastácio.

 

‹ Criação da Paróquia
© 2010 Paróquia Santo Anastácio. Todos os direitos reservados.
CNBB Diocese de Presidente Prudente Vaticano Rádio Onda Viva Canção Nova